A tradição de jogar cachaça no chão pro santo é conhecida pelas cinco regiões do nosso país. Mas de onde vem esse ritual?

Todo brasileiro já presenciou e/ou até mesmo já ofereceu um pouco de sua bebida alcóolica ao santo antes de consumi-la. Podemos dizer, ironicamente, que a cachaça é o drink preferido dos santos brasileiros, e tem razão para isso.

A prática de oferecer bebida pro santo foi trazida pelos colonizadores portugueses e jesuítas, e foi incorporada durante o consumo de aguardente de cana-de-açúcar pelos escravos para combater o frio nos canaviais durante o inverno. O jornalista Edson Borges, autor de uma pesquisa sobre a relação entre a cachaça e as religiões, explica que “com essa imposição de consumo da cachaça pelos negros, os portugueses também impuseram São Benedito, filho de um escravo, como padroeiro da aguardente, fazendo nascer daí uma relação bem mais ampla dos negros com o santo siciliano”. A partir daí, a cachaça passou a ser usada, também, em oferendas nas religiões com matrizes africanas, por exemplo o Candomblé, como pedido de proteção aos orixás.

pro santo
São Benedito

Ritual é mais antigo que o Brasil

O costume de derramar bebida no chão, antes de beber, é uma prática muito mais antiga que o nosso país. Segundo Edson, o gesto nasceu de um ritual chamado Libação, que foi criado por gregos e romanos “e consistia em uma oferenda aos deuses para que eles provessem os lares de felicidade, harmonia e fartura”.

As bebidas e os santos mudaram ao longo do tempo, mas a crença de haver uma entidade superior que tem desejos parecidos com os humanos, permanece vivo por milênios. Visto que até mesmo nossa amada e popular cerveja possui uma Deusa; a Ninkasi.

Enquanto uns fazem chacota, outros utilizam com forte sentimento de fé. Já eu prefiro admirar esse ritual e ver o quanto um simples gesto pode contar uma história de um povo, mantendo assim sua tradição cultural acesa.

Ah, e já ia me esquecendo; “um gole pro São Gallö”.

Fonte: Mapa da Cachaça